A ascensão das start-ups de transporte particular de passageiros no Brasil e sua relação com o desemprego

  • Alessandro da Silva Nunes
  • Kathleen Mendonça Vieira
  • Daiane Rodrigues dos Santos

Resumo

O transporte particular de passageiros passou por mudanças e adaptações nos últimos 5 anos com a ascensão das start-ups, como Uber, Cabify e 99, que propõem aos seus parceiros (motoristas) uma oportunidade de renda. Neste mesmo período o Brasil passou por uma constância no aumento de pessoas desempregadas. Buscando uma solução ao desemprego, trabalhadores encontraram nas start-ups de transporte particular de passageiros uma alternativa. Sendo assim, apesar do cenário econômico desfavorável, as start-ups tiveram uma grande oportunidade de negócio com os desempregados, que até então tinham em seu patrimônio um bem durável (automóvel) e que, por sua maioria, não gerava ganho financeiro, possibilitando assim, a realização da parceria, entre desempregados e start-up. A partir deste cenário, para a fundamentação do estudo, empregamos os modelos em Espaço de Estado. Os resultados foram satisfatórios e apontaram que na modelagem da série contendo a evolução das start-ups de transporte particular de passageiros no Brasil a componente que representa o volume de desempregados (variável explicativa) é estatisticamente significativa, corroborando com trabalhos semelhantes já publicados.
Publicado
2020-01-28